COMPARTILHAR

Em um livro lançado nesta semana, o ex-presidente da França François Hollande acusou o atual líder francês, Emmanuel Macron, de "aprofundar a desigualdade" com as reformas que vem realizando no país.

A publicação, denonimada "Lições de Poder", possui 400 páginas e mostra o mandato de Hollande (2012-2017), que foi marcado por uma grave crise econômica e a realização de diversos ataques terroristas.



"Meu governo reduziu as desigualdades. Este está piorando. Para ele (Macron), afirmar claramente sua vontade e muita sedução solucionam tudo, é o seu método", escreveu Hollande.

No governo do político socialista, Macron era ministro da Economia. Hollande deixou a presidência como o chefe de Estado mais impopular da história da França. Apesar disso, o ex-presidente afirmou que deixou em seu governo a economia "revigorada", além de ter confirmado que deixou o país para Macron "em melhor situação do que eu a encontrei".



Nas últimas semanas, Macron tem sido alvo de protestos e greves gerais por propor uma reforma ferroviária no país. Com informações da ANSA.

Leia também: Trump avisa à Rússia que mísseis 'estão chegando' à Síria