COMPARTILHAR

O coronel Luís Cláudio Laviano, comandante geral da Polícia Militar, criou um núcleo para investigar crimes cometidos por PM, que tenham relação com milícias. O grupo "Núcleo de Atenção às Milícias" é um braço da Corregedoria Interna da corporação.

De acordo com o jornal 'O Globo', R$ 500 mil foram destinados ao grupo, que irá investir na compra de equipamentos de apoio aos policiais que farão parte deste grupo.



"O núcleo é justamente para identificar os casos relacionados às milícias. Sabemos que um policial com uma arma irregular, por exemplo, pode estar cometendo este tipo de crime para atuar em outro: o de integrar uma milícia. O mesmo ocorre quando ele circula com um carro roubado ou furtado. Precisamos ter um olhar especial para esses casos. Vamos trabalhar articulados com a Polícia Civil, a quem cabe investigar", explicou Laviano.

Leia também: Em Minas, polícia usa gás lacrimogênio em protesto pacífico pró-Lula