COMPARTILHAR

O presidente da França, Emmanuel Macron, disse nesta quinta-feira (12) que tem provas de que o regime de Bashar al Assad usou armas químicas em um ataque em Duma, cidade da Síria que abrigava focos de resistência rebelde. A declaração foi dada ao canal "TF1".

"A França quer tirar a possibilidade de o regime sírio usar armas químicas. Nunca mais devemos ver as imagens atrozes vistas nos últimos dias", afirmou o chefe de Estado, que foi evasivo quanto a um possível bombardeio ocidental contra as forças de Assad.



+ Situação na Síria está fora de controle, diz secretário da ONU

"Há decisões que tomaremos quando julgarmos mais útil e eficaz", acrescentou. Macron tem mostrado sintonia com o presidente dos EUA, Donald Trump, sobre uma possível resposta militar a Damasco. Com informações da Ansa.