COMPARTILHAR

Senadoras e senadores do PT participaram de ato em frente ao Superior Tribunal Federal, na noite dessa quarta-feira (11), em defesa da liberdade de Lula. A presidenta do partido, Gleisi Hoffmann, esteve presente, junto com Lindbergh Farias, Humberto Costa, Jorge Viana, Fátima Bezerra, Paulo Rocha e Regina Sousa. Também está prevista a criação de um acampamento de vigília em Brasília.

“O que nós queremos aqui é que o STF cumpra o seu papel de guardião da Constituição e restabeleça o que está no artigo 5º, que consagra a presunção de inocência”, afirmou Gleisi. “Queremos que o presidente Lula tenha os seus direitos constitucionais assegurados. Ele está preso injustamente. É um preso político. Por isso a importância de estarmos aqui em Brasília com a representação de vários Estados, mostrando ao Supremo que o presidente Lula e a democracia importam muito para o Brasil”, completou.



Já o senador Humberto Costa destacou que é preciso “denunciar a todo o país a prisão política de Lula, condenado sem provas, inocente, e com seus direitos desrespeitados”.

Segundo o senador Jorge Viana, “a prisão do presidente Lula é o maior ato de injustiça política do Brasil".



Regina Sousa salientou que “a família Lula da Silva só aumenta". "Então, a gente tem que cuidar dele. Vocês aqui, e nós lá no Senado", defendeu.

Nessa quarta-feira (11), a Comissão de Direitos Humanos do Senado aprovou requerimento que pede a diligência de parlamentares para verificar as condições de encarceramento do ex-presidente, preso desde o último sábado (7), na superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR).