COMPARTILHAR

Os peritos criminais e os médicos legistas de Alagoas resolveram paralisar todas as atividades durante 24 horas. A paralisação começou ainda na noite da sexta-feira, às 22h30, mas deve terminar apenas na noite do sábado, no mesmo horários, cumprindo as 24 horas iniciais previstas. A decisão foi anunciada pelo sindicatos dos Peritos Oficiais de Alagoas (Sinpoal), relacionada aos peritos criminais, e da Associação dos Médicos Legistas de Alagoas (AMLEAL), médicos legistas e peritos odontolegistas.

Conforme as instituições sindicais, a paralisação sinaliza que as negociações não avançaram junto ao Governo do Estado. A categoria luta pela convocação da reserva técnica e a implantação do Plano de Cargos e Carreiras, que inclui pontos como a melhoria salarial. Apesar da medida,30% do efetivo ficou de cumprir normalmente o trabalho, em respeito ao definido pela legislação.



Leia também: Parques são reabertos em São Paulo após suspeitas de febre amarela