COMPARTILHAR

Um dia depois de o ex-governador do Rio Sérgio Cabral ter sido levado do Complexo Médico Penal, em Pinhas, região metropolitana de Curitiba (PR), para Bangu 8, na capital fluminense, a defesa dele deu entrada em um novo pedido de transferência.

O advogado Rodrigo Roca recorreu à Vara de Execuções Penais, nessa quinta-feira (12), solicitando que Cabral passe a ocupar uma das celas da cadeia de Benfica, na zona norte do Rio, onde estão outros presos da Lava Jato.



Como argumento, alega risco à integridade física de Cabral. "[Cabral] terá a sua integridade física exposta à retaliação de detentos milicianos e ex-policiais que ajudou a punir durante o seu mandato, como aconteceu na primeira vez em que esteve internado naquele xadrez", escreve o advogado.

“O pedido é para voltar para Benfica, porque é a unidade para os presos da Lava Jato e é mais próximo do Tribunal Federal”, completou a defesa.



+ TRF-4 marca para dia 18 julgamento de embargos de embargos de Lula

A transferência do ex-governador do Paraná para o Rio foi autorizada, na quarta-feira (11), pelo Supremo Tribunal Federal (STF), conforme lembra o portal G1.

Antes de ir para Pinhais, era em Benfica que Cabral estava preso. Foi transferido a mando do juiz Sérgio Moro, que atendeu à recomendação do Ministério Público Federal, após denúncias de que o político teria regalias nas cadeias do Rio.