COMPARTILHAR

A presidente do PT, Gleisi Hoffman (PR), informou, nesta terça-feira (17), que documentos do ex-presidente Lula, além de roupas e talões de cheques, foram furtados de dentro de um veículo da assessoria do partido, na noite de ontem (16), em Curitiba (PR).

O carro estava estacionado nas proximidades de um hotel onde integrantes do PT estão hospedados. A Polícia Civil do Paraná confirmou o registro do boletim de ocorrência, e disse que o caso está sendo investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos da capital. Entretanto, não deu informações sobre o que teria sido levado pelos ladrões.



+ Lula está bem e não permitiu que ninguém chorasse, dizem senadores

Já a Polícia Militar, conforme o portal Uol, informou que atendeu a uma ocorrência de furto, por volta das 22h40 de segunda (16), perto do diretório estadual da sigla, no bairro São Francisco, mas que encaminhou o caso à Polícia Civil.



"Pode ter sido uma ação de furto ou uma ação que não tenha sido de furto corriqueiro. Isso nos preocupa muito", afirmou Gleisi.

Lula está preso, na sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba, desde o último dia 7, após determinação do juiz Sérgio Moro. O petista foi condenado a 12 anos e um mês de prisão, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, no caso do triplex no Guarujá (SP).