COMPARTILHAR

John Bolton e Mike Pompeo, conselheiros de Donald Trump para assuntos de Defesa, estariam indo atrás de contatos para uma possível força militar conjunta árabe na Síria.

O objetivo, adianta a CNN, que cita fonte próxima da Casa Branca, seria ter militares de diferentes países árabes trabalhando em conjunto na Síria. Deste modo, os Estados Unidos poderiam defender os seus interesses na região, sem que isso implicasse em um esforço maior de ter tropas norte-americanas no terreno.



A ideia não é nova. Em 2013, Barack Obama teria tentado o mesmo, em uma altura em que o autoproclamado Estado Islâmico estava em ascensão.

Desde então, o 'tabuleiro' sírio tornou-se espaço de combates diversos, com as mais variadas forças no terreno.



Países como o Egito, a Jordânia, Omã, Qatar e em particular a Arábia Saudita seriam os potenciais alvos de negociações dos Estados Unidos.