COMPARTILHAR

Em novo recado à militância que o acompanha em frente à Polícia Federal, em Curitiba (PR), o ex-presidente Lula disse que valerá a pena morrer por seus apoiadores. "Por vocês valeu a pena nascer e por vocês valerá a pena morrer", afirmou.

O recado foi repassado por seus advogados e lido aos manifestantes na tarde desta quarta-feira (18) pelo vice-presidente do PT, Márcio Macedo.



"Queridos e queridas, companheiras e companheiros, vocês são o meu grito de liberdade todo dia. Se eu não tivesse feito nada na vida e construído com vocês essa amizade, já me faria um homem realizado. Por vocês valeu a pena nascer e por vocês valerá a pena morrer."

+ TRF-4 nega último recurso de Lula no caso do triplex do Guarujá



A leitura foi realizada em um ato político que contou com a presença do ex-ministro das Relações Exteriores de Lula e possível candidato ao governo do Rio, Celso Amorim (PT). Assista:

“Vocês são o meu grito de liberdade todo dia. Se eu não tivesse feito nada na vida, e tivesse construído com vocês essa amizade, já me faria um homem realizado. Por vocês valeu à pena nascer e por vocês valerá à pena morrer. Lula” pic.twitter.com/wr71xpJtmD

— Lula pelo Brasil (@LulapeloBrasil) 18 de abril de 2018

Este é o segundo recado de Lula para os manifestantes, desde o dia 7 de abril, quando se entregou à Superintendência da Polícia Federal. No primeiro, transmitido há dois dias, o ex-presidente disse que está tranquilo, mas indignado.

"Continuo acreditando na Justiça e por isso estou tranquilo, mas indignado como todo inocente fica indignado quando é injustiçado", escreveu.

Nesta terça (17), 11 senadores da Comissão de Direitos Humanos do Senado fizeram uma diligência na cela de Lula. Eles disseram que o petista está forte, mas preocupado com o futuro do país e da democracia. Os parlamentares criticaram, mais uma vez, o isolamento de Lula. Com informações da Folhapress.