COMPARTILHAR

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (18) que espera ver as Coreias do Sul e do Norte "vivendo em paz".

A declaração foi dada em uma coletiva conjunta ao lado do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, recebido pelo magnata em seu resort na Flórida.



"Espero ver as duas Coreias vivendo em paz", declarou Trump, acrescentando que fará "de tudo" para que seu encontro com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, previsto para junho, "seja um grande sucesso para o mundo".

+ Novos conselheiros de Trump querem coligação militar árabe na Síria



No entanto, Trump garantiu que manterá a "máxima pressão" contra Pyongyang até a "desnuclearização" do país. O mandatário se pronunciou sobre a Coreia do Norte pela primeira vez após a revelação de que o diretor da CIA e futuro secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, fez uma visita secreta ao país asiático.

Segundo a imprensa norte-americana, a viagem teve como objetivo "preparar o terreno" para o encontro entre Kim e o presidente dos Estados Unidos. (ANSA)