COMPARTILHAR

A Comissão de Direitos Humanos do Senado vai fiscalizar, nesta terça-feira (17), as condições em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se encontra, na chamada "sala especial", desde que começou a cumprir a pena de 12 anos e um mês, na Polícia Federal em Curitiba (PR).

Lula foi condenado no caso do triplex no Guarujá (SP), e se entregou à PF no último dia 7, após determinação do juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em primeira instância.



+ 2º maior crescimento da Câmara, PP tem 21 dos 51 nomes investigados

A diligência foi aprovada, na última semana, após requerimento proposto pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).



A comitiva deve ser integrada pela autora do requerimento, e também por Gleisi Hoffmann (PT-PR), Ângela Portela (PDT-RR), Fatima Bezerra (PT-RN), Telmário Mota (PDT-RR), Paulo Paim (PT-RS), Lindbergh Farias (PT-RJ), Jorge Viana (PT-AC) e Paulo Rocha (PT-PA).