COMPARTILHAR

Não há veto, de forma alguma, do PSB de Pernambuco à candidatura de Joaquim Barbosa à Presidência da República. A afirmação é de João Campos, filho do ex-governador Eduardo Campos, presidenciável do PSB nas eleições gerais de 2014, morto em um acidente aéreo durante a campanha daquele ano.

João, que participa do 17° Fórum Empresarial do Lide (Grupo de Líderes Empresariais), é pré-candidato a deputado federal por Pernambuco nas eleições de outubro deste ano, integra a direção do PSB pernambucano e foi chefe de gabinete do governador Paulo Câmara.



Ainda sobre a provável candidatura de Joaquim Barbosa por seu partido, João Campos disse que há interesse no diálogo com o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). "Conversamos com diversas frentes de esquerda. Qualquer aliança nacional deve estar alinhada com as causas e diretrizes que defendemos. Se ele (Barbosa) se enquadrar nisso, o PSB pode apoiá-lo", emendou.

+ Ministério Público de SP abre inquérito para investigar Alckmin



Além da falar sobre Joaquim Barbosa, Campos elogiou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato, que está preso na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, e criticou o que classifica de "seletividade da Justiça".

"O povo do Nordeste reconhece o presidente Lula por tudo que ele fez. Como brasileiro, como jovem, espero que a Justiça não seja seletiva", disse, pontuando que "a Justiça não pode ser célere só com alguns".