COMPARTILHAR

O rei da Suazilândia, Mswati III, anunciou que decidiu mudar o nome do seu país para o Reino de eSwatini.

O monarca declarou oficialmente a mudança do nome do país durante as celebrações do Jubileu de Ouro pelo 50º aniversário da independência da Suazilândia, informou a emissora BBC.



As celebrações também marcaram o 50º aniversário do próprio monarca.

Segundo a BBC, a declaração sobre a mudança de nome do país causou uma onda de indignação na sociedade que acredita que o rei deve prestar mais atenção à fraca economia nacional.



A Suazilândia é a última monarquia absolutista da África, mas nos últimos anos se observa uma onda de manifestações no país chamando a uma transição para a democracia.

Embora a mudança de nome oficial do país tenha sido inesperada, durante muitos anos o rei Mswati III nomeou publicamente Suazilândia como o Reino de eSwatini. O monarca usou este nome do país quando se dirigiu à Assembleia Geral da ONU em 2017 e na abertura do Parlamento do país em 2014.

Mswati III é o sexagésimo sétimo filho de Sobhuza II, que governou durante 82 anos, e da Elefanta Ntombi Tfwala da Suazilândia, e atualmente está casado com 15 esposas. Com informações do Sputnik Brasil.

Leia também: Japão: vulcão entra em erupção pela primeira vez em 250 anos