COMPARTILHAR

Após a governadora de Roraima, Suely Campos, entrar com uma ação para fechar fronteiras do Brasil aos imigrantes que fogem da Venezuela, associações de direitos humanos foram ao Supremo Tribunal Federal pedir para atuar como “amicus curiae”.

Segundo revela a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, Beto Vasconcelos, ex-secretario nacional de Justiça e ex-presidente do Comitê Nacional para Refugiados será o representante das entidades no STF. Entre os autores do pedido estão a Conectas e o Instituto Migrações e Direitos Humanos.



Em reunião na quinta-feira (19), Michel Temer decidiu não acatar a sugestão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), de iniciar uma conciliação com o governo de Roraima. As associações defendem posição adotada pelo