COMPARTILHAR

Em vídeo gravado na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, e divulgado neste domingo (22), nas redes sociais, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que poderia ter deixado o país após o pedido de sua prisão, mas que preferiu ficar para provar inocência.

"Eu estive na divisa do Paraguai com o Brasil, estive em Foz do Iguaçu, na divisa com Uruguai e Argentina, mas eu não quis fugir porque quem é inocente não corre, enfrenta o problema", afirmou.



+ Medo de escândalos inibe doações de eleitores

Preso na Polícia Federal de Curitiba, ele voltou a atacar o juiz Sérgio Moro e a TV Globo. "Vou a Curitiba saber o que o sr. Moro e o sr. Dellagnol querem, saber se eles estão dispostos a debater publicamente comigo esse processo. Quero provar que eles estão mentindo a meu respeito, e eles sabem que é mentira. E estão quase que serviçais da Globo. A globo é que dá veracidade às mentiras que eles contam e eu resolvi enfrentá-los."



Lula cumpre pena de 12 anos e 1 mês de prisão pelo caso envolvendo o tríplex do Guarujá.