COMPARTILHAR

Cerca de 300 venezuelanos que estavam acampados na Praça Capitão Clóvis, no Centro de Boa Vista (RR), estão sendo levados para um abrigo temporário no bairro Mecejana, na Zona Oeste da cidade, nesta terça-feira (24).

Há cerca de 20 dias, a Prefeitura cercou a praça com tapumes com a justificativa que o local seria reformado.



A remoção começou por volta das 5h30. Segundo o G1, os imigrantes receberam café da manhã e começaram a ser levados para o alojamento em ônibus fretados.

+ A cada 6 minutos, uma criança tem direitos violados no Brasil



Homens do exército ligados à Força Tarefa Logística Humanitária, Alto Comissariado da ONU para Refugiados, aeronáutica e Prefeitura de Boa Vista estão realizando a atividade, que deve se estender até o fim do dia.

O coronel Fontes, assessor da Força Tarefa, informou ao site que o abrigo temporário Latife Salomão tem 500 vagas. O local pertence ao governo do estado e estava cedido ao Tribunal de Justiça de Roraima.

No abrigo, os imigrantes devem ter a documentação verificada, serem cadastrados e vacinados. Na sequência, eles serão levados ao abrigo definitivo Nova Canaã, que deve ser aberto nos próximos dias.