COMPARTILHAR

Um ambulante de 53 anos foi picado por uma cobra venenosa em São Vicente, na Baixada Santista (SP), e teve o rim e o fígado atingidos pelo veneno. Segundo informações fornecidas por familiares nesta sexta-feira (27), Lari Marcos Radunz está internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Guilherme Álvaro e precisa de transfusão de sangue.

Um vídeo registrou o momento em que Radunz manuseia o animal. Pessoas que estavam próximas alertaram para o perigo e pediram que ele guardasse a cobra em uma caixa de papelão. Como apurado pelo G1, o ambulante foi picado pouco depois.



Após ser atacado, o homem largou a cobra na Praça 22 de Janeiro, causando pânico entre quem passava pelo local. A Guarda Municipal foi acionada, recolheu o animal e encaminhou para o Centro de Pesquisa e Triagem de Animais Selvagens (Ceptas), em Cubatão.

A guarda está apurando onde e como a vítima conseguiu a cobra.



+ Soltura de presos no Rio tem choro e revolta

De acordo com a publicação, Radunz deu entrada no hospital na quinta-feira (19). Como o quadro de saúde dele era grave, ele foi encaminhado para o hospital estadual, em Santos. No local, o ambulante recebeu soro antibotrópico.

O sobrinho de Lari, o balconista Victor de Campos, disse ao G1 que o "tio está em uma situação complicada". "O rim e o fígado não estão respondendo bem. Ele está perdendo sangue e continua internado na UTI sem qualquer previsão de alta", disse ele após receber informações dos médicos.

A unidade de saúde pediu que os parentes conseguissem pelo menos 50 doadores de sangue para repor as bolsas utilizadas. O hemonúcleo do Guilherme Álvaro fica na Rua Oswaldo Cruz, 197, no Boqueirão, em Santos. O horário de doações é das 8h às 12h30, de segunda-feira a sábado.