COMPARTILHAR

O papa Francisco elogiou nesta quinta-feira (3) os esforços de bispos alemães para abrir a possibilidade de oferecer a eucaristia a cônjuges não católicos em casamentos mistos, a chamada "intercomunhão".

O tema foi discutido em um encontro entre representantes da comunidade episcopal da Alemanha e o prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Luis Francisco Ladaria Ferrer.



Leia também: Lula segue líder em nova pesquisa; sem ele, Bolsonaro desponta

Segundo uma nota da Santa Sé, Ladaria disse que o Papa "aprecia o empenho ecumênico dos bispos alemães e pede para eles encontrarem, no espírito da comunhão eclesiástica, um resultado possivelmente unânime".



O tema da intercomunhão vem sendo bastante debatido na Alemanha, que possui uma grande comunidade protestante, e gira em torno da possibilidade de que uma pessoa de outra religião, mas casada com um cônjuge católico, tenha acesso à eucaristia.

Em fevereiro passado, mais de três quartos da Conferência Episcopal da Alemanha aprovaram um texto que abre caminho para oferecer a hóstia a casais mistos, mas a ideia ainda encontra resistência.

O Papa também vem buscando formas de estender a comunhão a divorciados, projeto que já motivou contestações públicas de cardeais conservadores e até acusações de "heresia" por parte de bispos. (ANSA)