COMPARTILHAR

Dois velejadores – um italiano e um romeno – desapareceram no Oceano Atlântico, durante uma travessia entre os Açores, em Portugal, e Gibraltar, território britânico na Península Ibérica.

O capitão Aldo Revello, de 53 anos, e o marinheiro Antonio Voinea, 30, estão sumidos desde o último dia 2 de maio. Sua viagem, em um barco a vela de 14 metros, iniciara em Martinica, no Caribe, e terminaria na costa noroeste da Itália.



+ Ministro do Interior é baleado no Paquistão em tentativa de assassinato

Alguns destroços da embarcação foram encontrados no Atlântico, assim como coletes salva-vidas, caixas e recipientes de combustível, mas não há sinais dos dois navegadores. As buscas chegaram a ser suspensas, mas o Ministério das Relações Exteriores da Itália, por meio da Embaixada em Lisboa, está trabalhando para Portugal retomar as operações.



A esposa de Revello, Rosa Cilano, tem esperanças de que eles possam estar flutuando na jangada do barco. "Continuamos cobrando as instituições, em todos os níveis. Não queremos que se busque por meses, mas somente três dias é muito pouco", disse. Com informações da ANSA.