COMPARTILHAR

Um navio porta-contêineres de 333 metros de comprimento colidiu lateralmente com três balsas que transportam veículos entre as cidades de Santos e Guarujá, no litoral de São Paulo, na noite de domingo (6). De acordo com o G1, o navio cargueiro estava fazendo uma manobra de entrada no cais no momento do acidente.

A Marinha informou que ninguém ficou ferido.



O monitoramento via satélite do navio Santos Express indicou que ele acessou o Canal do Estuário, utilizado para a navegação aos terminais do Porto de Santos, às 20h22. Sete minutos depois, a embarcação, que tem 48 metros de largura (boca), aproxima-se bruscamente da Margem Esquerda do cais, em Guarujá. A lateral direita do cargueiro se arrasta pelas balsas FB-18, FB-19 e FB-28, utilizadas pela estatal Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa) no serviço de travessias marítimas no litoral paulista. As duas primeiras embarcações estavam fora de serviço e, a terceira, havia desembarcado veículos momentos antes.

O acidente foi registrado em vídeos, que mostram momentos de tensão e o barulho ocasionado com as colisões sucessivas.



A Praticagem de São Paulo informou dois práticos estavam a bordo do navio no momento do acidente. Os profissionais são responsáveis por orientar o comandante da embarcação durante as manobras de entrada e saída do porto, uma vez que o trajeto restrito e sinuoso requer conhecimento local para evitar acidentes e incidentes.

A Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP) divulgou uma nota informando que as equipes da autoridade marítima foram informadas do acidente e mobilizadas para apurar o que havia acontecido. Um inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN) foi aberto para verificar causas e responsabilidades.