COMPARTILHAR

Dois ataques aéreos sucessivos contra o palácio presidencial do Iêmen, em Sanaa, deixaram pelo menos seis mortos e outros 30 feridos, nesta segunda-feira (7). Conforme médicos ouvidos pela Associated Press, todos os mortos eram civis.

Segundo testemunhas, os ataques ocorreram por volta das 12h locais (6h em Brasília). Bombas atingiram a movimentada área comercial de Tahrir. a via, veículos carbonizados e chão coberto de sangue. As autoridades ainda procuram pessoas entre os escombros.



+ Putin toma posse para quarto mandato como presidente

A TV a Al-Massirah e a agência Saba, controladas pelos rebeldes xiitas Huthi, que detêm o poder na cidade desde 2014, informaram que o número de mortos ultrapassa uma dezena, mas não divulgou o número exato.



O prédio de três andares ficou completamente destruído pelos ataques. As informações são também de que edifícios vizinhos – incluindo um hotel de cinco estrelas – sofreram com os impactos. Foi a primeira vez que o palácio foi atacado, desde o conflito.

Nas contas da ONU, a guerra no Iémen – entre os Huthi e coligação árabe, liderada pela Arábia Saudita – já fez cerca de 10 mil mortos e 53mil feridos e causou a pior crise humanitária dos últimos anos.