COMPARTILHAR

Durante um encontro do LDP, o partido que governa no Japão, o deputado Kanji Kato fez afirmações que estão gerando controvérsia no país. Segundo o jornal Asahi Shimbun, o deputado disse que, quando faz discursos em casamentos, diz aos noivos que devem ter pelo menos três filhos.

"Precisamos de três ou mais filhos deles para compensar os casais que não podem ter filhos", disse. Mas o deputado de 72 anos e pai de seis filhos foi mais além e afirmou que quando conhece mulheres que não querem casar, diz a elas que irão acabar num lar pago com o dinheiro dos filhos de outras pessoas.



Várias deputadas japonesas se queixaram do teor sexista dos comentários de Kanji Kato. "Isto é assédio sexual", referiu uma delas de acordo com o Mainichi Shimbun.

Inicialmente, Kanji Kato disse que não tinha a menor intenção de se retratar das suas afirmações, justificando que aumentar a taxa de natalidade no Japão "é a mais importante questão que a nossa nação enfrenta". Mas acabou por pedir desculpas. "Nunca quis discriminar as mulheres", explicou.



No ano passado, a porcentagem de crianças no Japão caiu para os níveis mais baixos desde que os registros começaram há mais de 100 anos.

Leia também: Kim deve usar antigo avião soviético para ir a reunião com Trump