COMPARTILHAR

Carles Puigdemont já escolheu o candidato do Juntos pela Catalunha para a presidência da Generalitat. Trata-se de Quim Torra, o presidente da Ómnium Cultural, segundo o La Vanguardia. Depois de ter visto evaporarem-se as possibilidades de uma posse à distância com a decisão do Tribunal Constitucional espanhol de suspender a lei da presidência aprovada no parlamento catalão, era uma questão de tempo até que Puigdemont apresentasse um candidato do seu partido.

Quim Torra é assim o plano D de Puigdemont para a presidência da Generalitat, isto depois da sua investidura ter caído por terra, tal com as de Jordi Sànchez e Jordi Turull.



Depois de comunicar a sua escolha ao presidente do parlamento catalão, Roger Torrent, Carles Puigdemont tornou pública a sua escolha através de uma publicação no seu Twitter.

Na mensagem, Puigdemont agradece a Quim Torra o "esforço" e o "sacrifício" de assumir este cargo "em circunstâncias tão extremas".



O antigo presidente da Generalitat também publicou um vídeo no seu canal do YouTube onde explica as razões que o levaram a escolher Quim Torra e no qual volta a criticar a posição do governo de Madrid face à situação na Catalunha.

Tenim l'oportunitat de desplegar el mandat de l'#1oct i construir el país de llibertats i drets que milions de persones estan reclamant. @QuimTorraiPla, t'agreixo personalment l'esforç i el sacrifici d'assumir el càrrec en unes circumstàncies tan extremes https://t.co/fca7OvbSoE

— Carles Puigdemont (@KRLS) May 10, 2018

Quim Torra pode, assim, tornar-se o 131º presidente da Generalitat. Ele é advogado e escritor e assumiu a presidência da Ómnium Cultural depois da morte repentina da anterior líder desta entidade, Muriel Casals.

[Notícia em atualização]