COMPARTILHAR

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar reúne-se hoje para apresentação do plano de trabalho do deputado Ronaldo Lessa (PDT-AL), relator do processo para perda de mandato do deputado João Rodrigues (PSD-SC), que está preso.

Rodrigues foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região a cinco anos e três meses de reclusão pelos crimes de fraude e dispensa irregular de licitação quando era prefeito de Pinhalzinho (SC).



Lessa já apresentou parecer preliminar pela admissibilidade da representação contra Rodrigues, feita pela Rede Sustentabilidade, que foi aceito pelo colegiado.

+ Bolsonaro diz que nunca defendeu intervenção militar



Alberto Fraga

Após a apresentação do plano de trabalho de Lessa, o colegiado dará continuidade à discussão do parecer preliminar do deputado Adilton Sachetti (PRB-MT) sobre a perda do mandato do deputado Alberto Fraga (DEM-DF).

Fraga é acusado pelo Psol de ter cometido quebra de decoro parlamentar ao publicar em redes sociais acusações falsas contra a vereadora Marielle Franco, do Psol do Rio de Janeiro, assassinada em 14 de março. O parecer de Sachetti recomenda o arquivamento da representação.