COMPARTILHAR

Apesar das medidas anunciadas pelo governo para conter a paralisação de caminhoneiros, sete rodovias federais que cortam o Distrito Federal e entorno ainda registram manifestações nesta segunda-feira (28).

Até o início da tarde, já haviam sido registrados ao menos 11 pontos de manifestações. Segundo a Polícia Rodoviária Federal do DF, todas são pacíficas e não há interdição do trânsito nas vias. Em geral, caminhões estão parados próximo ao acostamento.



Mais cedo, por volta das 6h, um manifestante chegou a atear fogo em pedaços de madeira na BR-040. A BR-070 também chegou a ser bloqueada por alguns minutos, mas foi liberada em seguida.

Um dos pontos com maior volume de caminhões parados está na altura do km 1 da BR-020, perto de Formosa, em Goiás, com cerca de 100 caminhões ao lado da rodovia. Segundo a PRF, no entanto, não há carga de ração ou materiais hospitalares no local.



+ Mesmo após acordo, protestos continuam em 22 estados e no DF

Também há manifestações na BR-040, na altura dos km 95 e do km 10, com cerca de 100 caminhões parados próximos ao acostamento e de postos de gasolina. A via, porém, segue liberada para o trânsito.

No meio dos alimentos que chegaram para o almoço no protesto do km 280 da Régis, havia rosas que foram distribuídas para as mulheres que estão no local e para as que passam em carros e ônibus na rodovia acenando em sinal de apoio.

Há batalhadoras de transportadoras de Embu das Artes, motoristas de vans escolares e funcionárias de outras empresas que dispensaram a equipe nesta segunda-feira (28). Com informações da Folhapress.