COMPARTILHAR

Na abertura da sessão do STF (Supremo Tribunal Federal), a presidente Cármen Lúcia falou sobre a atuação dos magistrados na paralisação dos caminhoneiros.

"Não fazemos milagre, fazemos direito", disse.



"Também na democracia se vivem crises, mas dificuldades se resolvem com a aliança dos cidadãos e a racionalidade, a objetividade e o trabalho de todas as instituições dos poderes. (…) Não se há de deixar ao povo o sofrimento pela carência de aplicação do direito. Para isso somo juízes e não nos afastaremos dos nosso deveres. O poder judiciário brasileiro não deixa de cumprir sua obrigação de guardar a Constituição e de resguardar e assegurar a eficácia dos direitos brasileiros", disse.

Segundo ela, que terminou seu pronunciamento dizendo que "o Brasil vale a pena", é necessário "garantir os serviços e o cumprimento da Constituição".



Leia também: Alckmin responsabiliza candidatos 'presos ou soltos' pelo caos