COMPARTILHAR

Ônibus que transportam passageiros nas cinco regiões metropolitanas do estado de São Paulo continuam afetados pela paralisação de caminhoneiros nesta quarta-feira (30).

Segundo a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), a frota que atende a Grande São Paulo operou no horário de pico desta tarde com 82% de sua capacidade. Na região, em dias normais, circulam 4.500 veículos com 1,7 milhão de pessoas.



+ Sobe para 10 o número de aeroportos sem combustível no país

Na Baixada Santista, 90% dos ônibus saíram às ruas. Na região de Campinas, 56% da frota prevista atendeu a população; no Vale do Paraíba/Litoral Norte, o índice chegou a 85%.



A região metropolitana de Sorocaba foi a mais comprometida nesta quarta. Por lá, apenas 56% dos ônibus prestaram o serviço nesta tarde.

A EMTU disse por meio de nota que continua acompanhando a situação nas garagens e que orientou as empresas operadoras a priorizar as suas operações nos horários de pico e nas linhas onde há maior demanda. Com informações da Folhapress.