COMPARTILHAR

O presidente da CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos), Diumar Bueno, se manifestou favoravelmente ao fim da paralisação dos caminhoneiros, mas disse que não pode garantir que a categoria seguirá a orientação.

"Garantia ninguém pode dar, Deus é só lá em cima. Não existe um dono da categoria", afirmou a jornalistas após reunião com a Polícia Rodoviária Federal, em Curitiba (PR).



+ Greve agora é de quem quer 'derrubar o governo', diz Abcam

Bueno disse considerar que os objetivos da pauta inicial foram atingidos e que não há motivo para continuar a paralisação. Segundo ele, alguns caminhoneiros têm sido ameaçados por pessoas alheias aos interesses da categoria para continuarem mobilizados.NOTA



Em nota, a CNTA pediu o fim da paralisação.

A nota diz ainda que a paralisação já atingiu seus objetivos e que suas famílias e toda a sociedade começa a sofrer um desgaste desnecessário.

A confederação diz que foi informada que "caminhoneiros estavam sendo forçados e ameaçados a permanecerem parados e que grupos estranhos ao movimento da categoria se infiltraram na paralisação com outros objetivos, do que foi apresentado na pauta inicial dos caminhoneiros". Com informações da Folhapress.