COMPARTILHAR

A bancada do Psol na Câmara vai entrar com uma representação, no Conselho de Ética da Casa, pedindo a cassação do deputado federal Nelson Meurer (PP/PR), que é o primeiro deputado condenado em última instância pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito das investigações da Operação Lava Jato.

“É uma tristeza ver a Câmara assistir passivamente ao aumento da bancada dos condenados”, afirmou o líder Chico Alencar (RJ), referindo-se a outros deputados já afastados, como Paulo Maluf, Celso Jacob e João Rodrigues.



+ Greve de caminhoneiros agrava crise entre ministros de Temer

Ex-líder do partido, Nelson Meurer foi condenado a 13 anos, 9 meses e dez dias de reclusão em regime fechado, ao pagamento de multa de R$ 265 mil e de R$ 5 milhões, a título de reparo à Petrobras.



O Psol destaca que sua condenação reabre a discussão sobre como ficam os mandatos de parlamentares criminalmente condenados – se a cassação é automática, a partir de emissão de sentença do STF, ou se deve passar por plenário.