COMPARTILHAR

O pedido de demissão do Pedro Parente da presidência da Petrobras, anunciado nesta sexta-feira (1º), foi recebido com alívio no Palácio do Planalto.

De acordo com o Blog do Camarotti, do G1, o presidente Michel Temer vinha sendo pressionado a afastar Parente do comando da estatal em meio à crise causada pela greve dos caminhoneiros.



+ Temer confirma Ivan Monteiro como presidente da Petrobras

Temer chegou a ouvir o seguinte conselho de um aliado próximo: “Ou você tira Pedro Parente ou você terá muita dificuldade para terminar o governo”.



O colunista afirma que Temer tinha receio da repercussão de uma possível demissão de Parente, nome que conseguiu recuperar os lucros da Petrobras. A análise é de que saída do executivo diminuirá a pressão sobre Temer, que está fragilizado e se esforça para manter o mandato até dezembro.