COMPARTILHAR

A Organização das Nações Unidas (ONU) lançou nesta terça-feira (5), data em que se celebra o Dia do Meio Ambiente, o desafio de lutar contra a poluição provocada pelo plástico.

As principais comemorações aconteceram na Índia, sob o slogan "Combate à poluição do plástico. Se você não pode reusar, recuse", visando apresentar alternativas para o material. No Piemonte, na Itália, por exemplo, foi criada uma garrafa 100% vegetal que não utiliza petróleo na sua fabricação.



Leia também: Embaixador dos EUA na Alemanha causa polêmica ao defender nacionalistas

Segundo o ONU, os mares já abrigam 150 milhões de toneladas de plástico. A cada ano, mais oito milhões de toneladas são acrescentadas, intoxicando e sufocando, cada vez mais, diversos animais marinhos.



Se as premissas de "guerra ao plástico" não forem cumpridas, em 2050 o material pesará mais que todos os animais marinhos, sendo que a maior parte da contaminação estará em países emergentes, como os latino-americanos.

"América Latina e Caribe não podem ficar de braços cruzados diante deste problema: É uma das regiões com maior biodiversidade do mundo", afirmou a ONU. Já na Itália, a cada 100 metros de praia há, em média, 620 resíduos – sendo que 80% deles são plásticos.

Uma das maiores dificuldades é a reciclagem. De acordo com a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico, somente 15% do plástico é recuperado, enquanto 25% é queimado, e 60% vai para aterros ou para o meio ambiente. Segundo a ONU, a solução para isso é reduzir o consumo. (ANSA)