COMPARTILHAR

Os 17 ministros espanhóis, onze mulheres e seis homens, que formam o Executivo socialista do novo primeiro-ministro do país, Pedro Sanchéz (PSOE), tomaram posse nesta terça-feira (7). A cerimônia foi realizada perante o chefe de Estado, o rei Filipe VI, no Palácio da Zarzuela, em Madri.

Os presidentes do Congresso, do Senado, do Tribunal Constitucional e do Supremo Tribunal estiveram presentes no evento, que registra o um recorde histórico de mulheres no governo da Espanha.



+ Violência na Nicarágua faz 127 mortos e repressão aumenta

A nova ministra da Justiça, Dolores Delgado, foi a primeira a prestar juramento perante um exemplar da Constituição.



Pedro Sanchéz foi empossado no último sábado (2), após a queda do governo do Partido Popular (PP) chefiado por Mariano Rajoy, que foi alvo de uma moção de censura votada na última sexta-feira (1º).

O PSOE apresentou a moção de censura pouco depois da sentença do Caso Gurterl, que condenou um ex-tesoureiro do PP e o próprio partido por corrupção. Com informações da Lusa.