COMPARTILHAR

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, deve apresentar a proposta orçamentária da Corte para 2019, nos próximos dias, sem aumento nos salários dos ministros, que hoje é de R$ 33.763,00.

Os vencimentos dos membros do Supremo serve como teto para os salários dos servidores públicos. Por isso, tem havido pressão por reajuste, de acordo com informações do blog do Gerson Camarotti, no portal G1, por parte de integrantes do Ministério Público e de magistrados.



+ PF: Marun é suspeito de ligação com fraudes no Ministério do Trabalho

A proposta de orçamento será discutida pelos ministros em agosto, quando também deve ser enviada ao Ministério do Planejamento, para então seguir ao Congresso Nacional, a quem cabe aprovar o Orçamento da União para o próximo ano.



Em 2018, o STF aprovou por 8 votos a 3 o orçamento da Corte sem reajuste para ministros. Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello e Luiz Fux consideraram, na ocasião, que a proposta orçamentária deveria incluir o aumento.