COMPARTILHAR

O pedido de liberdade do ex-presidente Lula foi protocolado no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) apenas trinta minutos após o início do plantão do desembargador Rogério Favreto. As informações são do jornal "O Globo".

Segundo a assessoria de imprensa do tribunal disse ao "Globo", o plantão de Favreto começou às 19h de sexta e terminará às 11h de segunda-feira (9).



+ Não dá para admitir chicana de Moro, diz Boulos sobre soltura de Lula

Os deputados federais do PT, Paulo Teixeira, Wadih Damous e Paulo Pimenta, ingressaram com a ação na sexta às 19h32, de acordo com o sistema de acompanhamento processual do tribunal.



Após ser protocolado, o pedido de liberdade foi encaminhado para o gabinete de Favreto às 20h07. A decisão foi tomada, em caráter liminar, às 9h05 deste domingo (8).

De acordo com "O Globo", Favreto foi filiado ao PT por 19 anos, ocupando quatro cargos diferentes durante o segundo mandato do ex-presidente Lula. Ele é um dos críticos da Lava-Jato dentro do TRF-4 e foi o único, em 2017, a votar pela abertura de um processo disciplinar contra Moro.