COMPARTILHAR

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, descreveu como "corrida contra o tempo" o trabalho de resgate no país. Pelo menos 75 pessoas morreram em decorrência das fortes chuvas que ocorrem desde a última quinta-feira (5).

Há ainda 60 pessoas desaparecidas. Shinzo Abe determinou prioridade nas buscas pelos desaparecidos e a retirada de moradores dos locais atingidos para evitar que a tragédia seja pior.



+ 'Hoje não sai mais nenhum jovem da caverna', diz televisão tailandesa

A informação é da Kyodo, agência do governo.



O número de mortes aumenta a cada levantamento das autoridades japonesas. O último balanço era de 65 mortos.

As chuvas torrenciais deixaram em alerta 20 prefeituras do Japão. Com informações da Agência Brasil.