COMPARTILHAR

Guilherme Afif Domingos, 74, que trava uma batalha dentro de seu partido, o PSD, para poder concorrer à Presidência da República, quer conclamar outros pré-candidatos que têm sido pressionados a desistir de seus pleitos a resistirem.

Ele almoça nesta terça-feira (10) com Flávio Rocha (PRB) e Paulo Rabello de Castro (PSC), em São Paulo, para falar sobre o assunto.



O PRB integra o grupo de partidos de centro que buscava uma alternativa ao nome do PSDB, Geraldo Alckmin, mas com o aceno dessas siglas a Ciro Gomes (PDT) tende agora a voltar-se para o tucano.

+ Lula diz que será candidato e recuperará 'soberania' do Brasil



Rocha, empresário dono da Riachuelo, lançou-se pela legenda, mas frequentemente é citado como opção para a vaga de vice.

O PSD, de Afif, já tem um acordo oficioso com Alckmin e é contra esse acerto que ele se insurge. Ele tem falado com deputados federais na tentativa de ter maioria na convenção na sigla para ser candidato.

Na reunião com os outros dois pré-candidatos, vai pregar que ambos mantenham seus nomes na disputa até o fim do primeiro turno. Com informações da Folhapress.