COMPARTILHAR

O PT cogita questionar diretamente no Supremo Tribunal Federal (STF) a atuação de três magistrados que, no domingo (8), barraram o habeas corpus concedido ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, o partido pode questionar o juiz de primeira instância Sergio Moro e os desembargadores João Pedro Gebran Neto e Thompson Flores, do Tribunal Regional Federal da 4º Região (TRF-4), na ação.



+ Juízes temem insegurança jurídica com embates sobre a soltura de Lula

A ideia dos advogados do ex-presidente é usar o o despacho de Moro contra a soltura de Lula para embasar novo pedido de suspeição do juiz nos processos relativo ao sítio em Atibaia (SP) e à compra de um terreno para a construção do Instituto Lula.