COMPARTILHAR

Com dificuldades em conseguir um vice e fechar alianças políticas, Jair Bolsonaro, passou por Goiânia na manhã da última quinta-feira (19).

Acompanhado dos deputados federais Delegado Waldir (PSC) e Magda Mofatto (PR), o pré-candidato à Presidência da República pelo PSL, subiu em um carro de som e discursou assim que chegou ao aeroporto de Goiânia. Em sua primeira fala ele debochou os possíveis adversários em seu discurso. "Eu não quero apoio para 2018, não. Eu quero apoio para 2022, porque 2018 já era", afirmou.



Durante seu discurso Bolsonaro foi aplaudido e chamado de "mito" pelos simpatizantes que o assistiam.

"Como temos andado por todos os lugares do Brasil, essa região faz parte do nosso roteiro, afinal de contas sem o agronegócio para nos dar divisas, a nossa economia teria ido para o espaço a muito tempo. Então o homem do campo, mulheres também, né?! Do agronegócio, da agricultura familiar, muito obrigado a todos vocês. E podem ter certeza, se a gente chegar lá, ações do MST serão tipificadas como terrorismo!" disse o pré-candidato recebendo muitos aplausos.



Após o discurso, em coletiva de emprensa, Bolsonaro afirmou que ainda não há de vice, e que o nome do General Heleno ainda não foi descartado.

O discurso de Bolsonaro em Goiânia foi gravado em vídeo, ele fala sobre o MST a partir dos 10min e 30s.