COMPARTILHAR

Nesta segunda-feira (23), menos de 24 horas após o acidente aéreo que matou três pessoas, sendo uma delas o deputado estadual Bernardo Ribas Carli (PSDB), a Força Aérea Brasileira (FAB) começa a investigar o que teria motivado a queda da aeronave, que caiu nesse domingo (22), em Paula Freitas, no Sul do Paraná.

Ainda hoje, investigadores do Quinto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa V), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), devem começar a coleta de dados. De acordo com o G1, o objetivo é prevenir que novos acidentes com as mesmas características aconteçam.



+ Metrô de SP acumula maior número de falhas graves desde 2000

O acidente



O deputado estadual Bernardo Ribas Carli (PSDB), 32 anos, morreu após a queda de uma aeronave no município de Paula Freitas, no sul do Paraná. Os dois pilotos, Laércio Tavares da Silva, de 44 anos, e o copiloto Luis Fernando Correa de Souza, que não teve a idade divulgada, também morreram na queda. O velório de Bernardo Carli aconteceu às 8h desta segunda, na Prefeitura de Guarapuava.