COMPARTILHAR

O exército israelense abateu um avião de guerra sírio nesta terça-feira(24), que teria invadido o seu espaço aéreo. Porém, informações vindas da capital da Síria, Damasco afirmam que a aeronave fazia ação contra rebeldes em território sírio. As informações são do 'G1'.

O incidente militar ocorreu no espaço aéreo sobre as Colinas de Golã, ponto estratégico entre os dois países. Pela segunda vez em poucos dias, as sirenes de alerta do exército israelita foram acionadas, antes dos militares lançarem mísseis Patriots contra o avião.



Em nota, as Forças Armadas de Israel informaram que um avião de guerra foi "interceptado" sem dar mais detalhes sobre o incidente.

Segundo informações da Reuters, a rádio militar de Israel informou que os destroços do avião abatido pode ter caído do lado sírio de Golã e que o estado de saúde é incerto.



Já a mídia estatal da Síria informou que o avião "visado" pelas forças israelitas fazia operações em seu próprio espaço aéreo.

"O inimigo israelense confirma seu apoio aos grupos terroristas armados e visa um de nossos aviões de guerra, que estava atingindo seus grupos na área de Saida, na fronteira da bacia de Yarmouk no espaço aéreo sírio", disse fonte militar, segundo a agência de notícias oficial Sana.