COMPARTILHAR

As denúncias envolvendo Denis Cesar Barros Furtado, o "Doutor Bumbum", parecem não ter mais fim. Após um procedimento estético que matou a bancária Lilian Calixto, de 46 anos, o número de casos de pacientes com problemas de saúde no pós-operatório só aumenta. É o caso de Ana Clara (nome fictício), que foi submetida a uma aplicação de hidrogel nos seios, em 2014.

Segundo ela, quando foi atendida por Denis, no consultório dele, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, não foi solicitado nenhum exame. O único pedido foi para qual dia ela estaria disponível para a realização do procedimento. "Ele disse que seria indolor e tranquilo: eu poderia trabalhar no dia seguinte", contou Ana, à MarieClarie, acrescentando que todo o processo foi feito no consultório, com anestesia local e sem sedação.



"Ele fez uma pequena incisão na parte inferior dos seios, colocou uma cânula e injetou a substância. No dia seguinte, senti a região dolorida e inchada e tomei apenas um analgésico. De fato, fiquei bem", lembrou a ex-paciente de Dr. Bumbum. O cenário não foi o mesmo um ano depois, quando Ana procurou uma médica para fazer uma abdominoplastia.

+ Mãe de 'Doutor Bumbum' teria ameaçado parentes de namorado morto



Susto após novos exames

Análises minuciosas pré-operatórios para a nova cirurgia foram feitas e, nelas, encontrados alguns nódulos nos seios. "Fui orientada a retirar a substância. Meu seio foi inteiramente aberto na parte inferior para ser realizada uma espécie de raspagem do tecido. Além do hidrogel, tive que retirar parte do tecido mamário e perdi volume. Coloquei uma prótese de silicone pequena e fiquei com uma cicatriz horrível, que gera frustração até hoje", lamentou.

Traumas sem fim

"Não uso mais decotes, escondo as marcas com biquínis meia-taça e tenho vergonha de me expor: prefiro ficar nua em ambientes mais escuros", revelou Ana, acrescentando que a marca aparece em toda a meia circunferência dos seios e vai até a axila. "Fiquei traumatizada com todo o processo. Agora, vou ter que lidar com o pós-operatório de uma cirurgia de silicone pela segunda vez", disse.

Correções futuras

Para corrigir o erro praticado por Denis, Ana afirmou ter um novo procedimento marcado com um cirurgia no início de agosto deste ano. "Vou colocar próteses maiores e mais adequadas ao meu corpo, além de fazer uma betaterapia para tentar reduzir as cicatrizes", adiantou.