COMPARTILHAR

O presidente Michel Temer voltou atrás e adiará para 2020 o reajuste salarial dos servidores da União, segundo o Palácio do Planalto revelou ao colunista Valdo Cruz, do G1, nesta sexta-feira.

De acordo com o colunista, a medida deve gerar uma economia de R$ 6,9 bilhões e ajudará a fechar as contas do governo federal em 2019.



Na última quarta-feira (29), Temer tinha decidido manter o reajuste para o próximo ano.

+ Lava Jato cobra R$ 31 milhões de Lula no caso triplex