COMPARTILHAR

A ministra Cármen Lúcia, que deixou a Presidência do Supremo Tribunal Federal, recebeu até esta sexta-feira (14) cerca de mil processos herdados de Dias Toffoli, novo presidente da Corte.

De acordo com informações da TV Globo e do G1, entre os casos está o inquérito no qual a senadora Gleisi Hoffmann (PT) é investigada por integrar suposto esquema de fraude de empréstimos consignados para funcionários públicos federais – desdobramento da Operação Lava Jato.



O caso está com a Procuradoria Geral da República, que ainda precisa denunciar a parlamentar ou pedir arquivamento do caso. A partir de agora, qualquer medida terá que ser autorizada por Cármen Lúcia.

+ 'É hora de bater de porta em porta', escreve Lula em bilhete