COMPARTILHAR

Em sua primeira visita à capital norte-coreana, o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, foi elogiado nesta terça-feira (18) pelo ditador Kim Jong-un por tê-lo aproximado do presidente dos EUA, Donald Trump.

Ele agradeceu pela ajuda nas negociações que levaram à reunião com o americano em Singapura em junho e disse esperar avanços no diálogo pela desnuclearização da península Coreana.

+ Indicado de Trump para o Supremo e acusadora vão depor ao Senado

"Foi graças ao esforços de Moon que conseguimos realizar o histórico encontro entre Coreia do Norte e EUA. E por causa disso a situação política na região está estabilizada e esperamos novos progressos", afirmou.

Desde o encontro entre os dois em Singapura, Kim tem elogiado repetidamente Trump, tanto publicamente quanto por canais privados, afirma o Financial Times.

A Coreia do Sul espera que a visita desta semana estabeleça as bases para um segundo encontro entre Kim e Trump. O presidente dos EUA pediu a Moon que seja o "negociador-chefe" entre ele e o ditador norte-coreano após o cancelamento da viagem do secretário de Estado, Mike Pompeo.

O desafio para Moon é convencê-los a fazer grandes concessões para evitar o tom cáustico de negociações anteriores entre os países. Com informações da Folhapress.

Comments

comments