O advogado Everardo Braga, que defende o casal acusado de agredir uma criança de 6 anos em um condomínio no Distrito Federal, afirmou que está fazendo um "trabalho psicológico" com eles. Alexandre Campos de Jesus e Danielle Cavalcanti dos Santos serão indiciados por lesão corporal e constrangimento do filho.

“Estamos fazendo um trabalho psicológico com eles. A criança também está sofrendo muito. Como ele vai esquecer disso? Vai se lembrar mesmo quando crescer e atingir a vida adulta. Não tiro nenhuma razão da vítima, mas a exposição que a família sofreu foi irresponsável”, afirmou Everado.

+ Mãe de menino agredido por casal em Brasília: 'Não consigo dormir'

Entenda o caso

A vítima jogava futebol na quadra do condomínio com outras crianças. Em determinado momento, um garoto cai no chão ao tentar fazer um drible. Imagens do circuito de segurança do residencial flagraram o momento em que Alexandre Campos entra no espaço e segura a vítima por trás, imobilizando os braços dele.

Nas imagens também é possível perceber o garoto que caiu ferindo a vítima no rosto. Segundos depois, surge Danielle Santos e empurra a vítima. Sem reação, a irmã é vista nas câmeras, de short vermelho. "Ela estava roendo as unhas, como quem não podia fazer nada", disse a mãe.

"O Fernando [nome fictício] é criado em uma família de amor e carinho. Ele é muito tranquilo, não é de bater", disse a mãe ao G1. "O tapa que aquela mulher deu no meu filho doeu em mim. Me deixou revoltada."

Leia também: Adolescente confessa assassinato e estupro de menina de 3 anos

+ João de Deus recebe alta médica e volta para prisão, em Goiás

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui