Home CEARÁ Preso por importunação sexual ganha liberdade após fiança de R$ 1,9 mil

Preso por importunação sexual ganha liberdade após fiança de R$ 1,9 mil

83
0

Um homem, de 34 anos, foi preso em flagrante na tarde desta quinta-feira (3), por importunação sexual, após mostrar as partes íntimas para duas crianças, de 7 e 8 anos, no bairro Campo Grande, na zona sul da capital paulista. Apesar da lei que torna crime a ação, em menos de 24 horas, Élcio Luiz Baptista foi posto em liberdade, após pagar fiança de R$ 1.996.

O delegado do 99º DP Campo Grande, Renzo Zorzi, critica a decisão. "Apesar de ter sido preso em flagrante, pagou fiança e já está solto", disse.

Câmeras de segurança da região registraram o momento em que Elcio Batista abriu as calças em frente ao portão da residência onde estavam as meninas.

O homem foi encaminhado no início da tarde desta sexta-feira, 4, para audiência de custódia. Pagou a fiança e já está solto.

+ Filho de vereador acusado de agredir ex-mulher se entrega à polícia

+ Mãe que salvou filha de estupro em praia desabafa: 'Atordoada'

Caso

As duas meninas brincavam na garagem da casa quando a avó percebeu que as crianças estavam assustadas. Como na residência da frente há câmeras de segurança, foram ver as imagens e ligaram para a polícia.

Além de passar em frente ao portão por duas vezes e abrir as calças em frente as meninas, o técnico de informática também passou de moto pelo local. Pelo número da placa, a polícia localizou o endereço residencial do acusado. Ele já havia saído para trabalhar. A polícia foi até seu trabalho e mostrou as imagens ao Elcio Batista, que no início negou, mas depois acabou confessando o crime.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP) informou nesta manhã que a Polícia Civil prendeu em flagrante o técnico de informática, por importunação sexual, na tarde desta quinta-feira, na zona sul da capital.

Em 2005, ele já havia sido acusado de crime parecido, mas não foi penalizado.

O caso foi registrado no 99º DP Campo Grande.

O presidente da República em exercício, na época, o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), sancionou no dia 24 de setembro do ano passado, a lei que torna crime a importunação sexual, com pena prevista de 1 a 5 anos de prisão. A proposta ganhou força no Legislativo após casos de homens que se masturbaram e ejacularam em mulheres dentro de transporte público ganharem repercussão.

Previous articleJuíza diz não ver necessidade de transferir João de Deus para hospital
Next articleOrdens de ataques no CE vêm de prisões, diz Guilherme Theophilo
O Jornal Expresso CE, é um veículo da Publicmais -Edição de Jornais e Revistas, fundado em 15 de agosto de 2013., com edição impressa no formato tabloide, com circulação mensal em: Maranguape, Maracanaú, Pacatuba e Guaiúba e Edição Digital, dirigida para o Maciço de Baturité/CE. Mas, por conta da pandemia encerrou sua edição impressa em fevereiro de 2020, e a edição digital em agosto de 2021, quando o Jornal Expresso CE, completou 8 anos de atividades.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here