COMPARTILHAR

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump disse nesta quarta-feira (9) que o encontro com os líderes democratas do Congresso foi uma "perda de tempo". Nancy Pelosi e Chuck Schumer voltaram a reafirmar que não vão financiar o muro na fronteira com o México, e o 'shutdown' do governo continua.

Trump teria insistido no financiamento do tão desejado muro na fronteira com o México e os democratas voltaram a dizer 'não' ao presidente. Insatisfeito, Trump abandonou imediatamente o encontro e o impasse mantém-se, de acordo com a 'CNN'.



+ Trump reitera que manterá governo fechado até muro ser aprovado

Como faz habitualmente, Trump não demorou a descrever a reunião com Pelosi e Schumer na sua conta de Twitter.



"Acabei de sair do encontro com o Chuck e a Nancy, uma perda de tempo total. Perguntei-lhes o que vai acontecer daqui a 30 dias se desbloquear o impasse, vão aprovar a Segurança na Fronteira que inclui o Muro ou uma Barreira de Aço? A Nancy disse NÃO. Eu disse adeus, nada resulta!", escreveu o presidente.

Just left a meeting with Chuck and Nancy, a total waste of time. I asked what is going to happen in 30 days if I quickly open things up, are you going to approve Border Security which includes a Wall or Steel Barrier? Nancy said, NO. I said bye-bye, nothing else works!

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) January 9, 2019

Já os democratas deixaram duras críticas ao Chefe de Estado depois da reunião desta quarta, e acusaram Trump de ser indiferente à situação difícil que os funcionários federais estão vivendo com a paralisação parcial dos serviços governamentais norte-americanos.

Os trabalhadores dos serviços federais não recebem salário desde que o 'shutdown' começou, há três semanas. Nancy Pelosi sugeriu que Trump é "insensível" a essa questão devido à sua condição privilegiada.

"Ele pensa que talvez eles possam simplesmente pedir dinheiro aos pais, mas não podem", disparou a líder da Câmara dos Representantes. "Não percebe a insegurança financeira e tem uma política que se orgulha de dizer: 'Eu vou manter o governo paralisado por meses ou anos, a não ser que concordem totalmente com a minha posição'".

Já Chuck Schumer, líder da minoria democrata no Senado, lamentou que Trump voltasse a fazer "birra".

Este já é o segundo 'shutdown' mais longo na história dos Estados Unidos.