COMPARTILHAR

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSOL), se pronunciou sobre o rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Vale, nesta sexta-feira (25), em Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte (MG).

"Lamento o ocorrido em Brumadinho-MG. Determinei o deslocamento dos ministros do Desenvolvimento Regional e Minas e Energia, bem como nosso secretário Nacional de Defesa Civil para a região", escreveu em seu perfil no Twitter.



Segundo o presidente, a preocupação de imediato é com as possíveis vítimas. "Nossa maior preocupação, neste momento, é atender eventuais vítimas desta grave tragédia", completou Bolsonaro.

Segundo ele, o ministro de Meio Ambiente, Ricardo Salles, também já saiu de Brasília (DF) em direção a Brumadinho.



Durante pronunciamento nesta tarde, o porta-voz da Presidência, Otávio Santana do Rêgo Barros, afirmou que Bolsonaro pretende ir ao local da tragédia ambiental, amanhã (26), por volta das 8 horas. A decisão, no entanto, ainda deve ser confirmada.

Está previsto que o presidente seja internado em São Paulo, neste domingo, para cirurgia de retirada da bolsa de colostomia, na segunda-feira.

Leia também:

A cidade está um 'pandemônio', relata moradora de Brumadinho

3 anos após Mariana, barragem se rompe em Brumadinho; veja fotos

Mais cedo, o secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Alexandre Lucas, falou à imprensa. “Todo o governo federal já está mobilizado pra atuar no socorro e na resposta ao rompimento da barragem em Brumadinho. Uma equipe da Defesa Civil Nacional chefiada por mim já está se deslocando para a região para apoiar as operações do estado e dos municípios”, afirmou.

Casas foram destruídas, comunidades estão sendo evacuadas e rodovias estão bloqueadas. Há feridos, mas ainda não foram divulgadas informações mais detalhadas sobre o número de vítimas.

Nossa maior preocupação neste momento é atender eventuais vítimas desta grave tragédia.

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 25 de janeiro de 2019