COMPARTILHAR

O movimento dos "coletes amarelos" voltaram às ruas de Paris, na França, na noite de ontem (26), para protestar contra as políticas do presidente Emmanuel Macron. Mas, dessa vez, o protesto foi marcado por divisões dentro dos próprios "gilet jaunes" e por muita violência. Um dos líderes do movimento, Jerome Rodrigues, ficou gravemente ferido por um projétil no olho, incidente que ocorre em um momento em que os "colete" enfrentam atritos internos sobre o futuro do grupo.

O Ministério do Interior contabilizou 69 mil manifestantes em toda a França, contra 84 mil dos que saíram às ruas na semana passada. Em Paris, havia 4 mil manifestantes, contra 7 mil do sábado passado, uma significativa redução de público.



A polícia usou gás lacrimogêneo e jatos d'água para dispersar manifestantes que lançavam pedras contra os agentes. Também houve relato de membros dos "black blocs" nos protestos. Pelo menos 42 pessoas foram presas na capital, segundo dados oficiais. Com informações da Ansa.

Leia também: Já são 27 os mortos pelas explosões em catedral nas Filipinas