COMPARTILHAR

O fundo de pensão dos funcionários da Petrobras, a Petros, divulgou nota afirmando que, como acionista da Vale, acredita que a prioridade neste momento seja a busca e o atendimento das vítimas do rompimento de uma das barragens da Mina do Córrego do Feijão, na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, na última sexta-feira. Mas, ultrapassada essa fase, a demanda será para que a "companhia realize uma rigorosa apuração dos fatos que levaram ao rompimento da barragem".

A Petros se diz "consternada frente à tragédia" e fala em "necessária penalização exemplar dos responsáveis".

"A Petros reforça seu engajamento e compromisso com os critérios ambiental, social e de governança (ASG), o que mais uma vez se comprova como fundamental na busca de preservação de valor dos seus investimentos. As empresas nas quais investimos devem demonstrar para a sociedade as ações que realizam para mitigar tais riscos, bem como apresentar planos de aprimoramento para sua atuação, de forma transparente, sempre que deficiências sejam identificadas. Estamos e estaremos vigilantes", acrescentou.

Leia mais sobre a tragédia em Brumadinho aqui.

Comments

comments